BenficaNews24

ULTIMA HORA: “O futebol tem que se adaptar. Agora parar, nunca”

Treinador do Benfica fez a antevisão ao dérbi com o Sporting.

Jorge Jesus fez nesta quinta-feira a antevisão à partida da 13.ª jornada frente ao Sporting, marcada para sexta-feira, às 21h15.

O treinador dos encarnados disse que, apesar do aumento do número de infetados com Covid-19, não se devem parar as competições de futebol.

Para além disso, Jesus reconheceu que Coates e Palhinha são baixas importantes para os campeões nacionais, mas minimizou estas duas ausências nos leões.

Fique com o essencial das declarações de Jorge Jesus:

 

Ganhar este jogo é importante para ultrapassar o Sporting? Basta ser um dérbi para ter a importância que tem nos jogos seguintes. O importante é amanhã. Hoje é sempre mais importante que amanhã. Os dérbis de Lisboa mexem com os adeptos e a comunicação porque são jogos importantes. Importante é a vitória.

Queria ir a jogo com a Belenenses SAD? O presidente já falou sobre isso, nenhum de nós queríamos que aquilo acontecesse. Não tenho mais nada a dizer para além do que já foi dito pelo presidente logo na noite do jogo.

Coates fora pode influenciar o jogador no ataque? Não vai ter influencia nenhuma. O jogador já estava determinado durante estes quatro ou cinco dias em que preparámos o jogo. Não tem nada a ver uma coisa com a outra.

Ausência de Coates beneficia Benfica, o melhor ataque da I Liga? Não vou branquear o valor do Coates, ele tem importância coletiva e individual em todas as ações do Sporting. Isso para os treinadores não conta muito, temos de contar com os que temos. É nisso que projetamos o nosso trabalho. Não posso branquear o valor dos dois jogadores.

Mês de dezembro difícil para o Benfica: Não sabemos os resultados, mas neste mês temos três jogos decisivos, da Champions, da Taça da Liga e da Taça de Portugal. Isso é bom. Vamos entrar neste mês com jogos que nos permitem continuar ou não em todas as provas. A calendarização ajustou tudo este mês. Nos outros anos é igual, mas não tão junto como neste mês.

Ausências de Coates e Palhinha: Conheço-os bem, mas temos outros jogadores de fora. O Coates vai estar 20 dias sem jogar, e nós temos o Lucas Veríssimo que vai estar um ano sem jogar. Não interessa para mim quem possa jogar no Sporting, nem quem não possa jogar no Benfica O importante para mim são os jogadores que temos para lançar no jogo.

Identifica alguns aspectos que Rúben Amorim tenha tirado dos ensinamentos consigo: O sistema de jogo é uma coisa e as dinâmicas são em função das ideias individualizadas do seu treinador. Cada treinador tem ideias diferentes. Já era um sistema em que ele gostava de jogar, e hoje com treinador e bem. As dinâmicas do Sporting que me identifico e atento para as conseguir anular e ganhar outras.

Imaginava o que Amorim alcançou: O Rúben trabalhou sete anos comigo. Senti que haviam alguns jogadores que podiam dar treinadores e ele era um deles. O seu trabalho como treinador no Sporting tem sido bom, e o facto do Sporting chegar como campeão justifica e demonstra o valor do seu treinador e da sua equipa. Estamos cá para fazer o nosso jogo e confiantes na equipa que temos. De certeza que vai ser um grande jogo.

Resposta a Rúben Amorim: É a opinião dele, não vou comentar a opinião de um colega. Não tenho muito mais para dizer. O que disse é da responsabilidade dele e não minha.

Parar as competições por causa de muitos casos nos clubes? Isto não é uma novidade. O futebol tem de se apartar em função do que acontecer. Parar nunca.

Adeptos nas bancadas: Jogos são apaixonantes com espetadores. Trabalhamos todos os dias para proporcionar um bom espetáculo a todos os espetadores. Amanhã voltamos a ter adeptos, mas teremos algumas dificuldades por causa dos testes. Não temos 60 mil, temos 30 ou 20 mil. É sempre bom. Os adeptos do Benfica ajudam o clube a carregar as vitórias, e é importante que os que podem compareçam em massa porque precisamos deles.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Botão Voltar ao Topo