Sporting

ÚLTIMA HORA: Miguel Braga e as críticas do Benfica: Estratégia em tratar os adeptos como tolos é patética, saiba mais

Miguel Braga voltou a abordar os principais temas da última jornada da Liga Bwin, no programa Raio-X, na Sporting TV, e comentou as críticas deixadas pelo Benfica em relação à arbitragem do encontro entre Sporting e Gil Vicente. Os leões saíram vencedores por 4-2, mas no final da partida o rival encarnado, através da ‘News Benfica’, visou a atuação da arbitragem no Estádio de José Alvalade, com foco no penálti assinalado a favor dos leões por falta apontada sobre Nuno Santos.

“Mais um dia normal de VAR em Alvalade: penálti a favor do Sporting com falta fora da área. Penálti perdoado ao Sporting por abalroamento de Adán. Apenas mais do mesmo esta época” sustentou o Benfica, numa posição que mereceu resposta do responsável da comunicação do Sporting.

“Em caso de derrota ou objetivo não cumprido [do Benfica], faça-se um comunicado. Este ano é sobre as arbitragens. Para mim a estratégia em tratar os adeptos como tolos é patética. É patético estar a insistir nesta tendência contra o VAR. Ninguém está a dizer que é uma ferramenta que não precisa de ser melhorada. Não é a ferramenta perfeita. Quando fomos campeões, na época passada, falámos na necessidade de serem conhecidos os áudios do VAR porque ajuda as pessoas a perceber as decisões. Devemos todos trabalhar para a melhorar. Estarmos todas as semanas a criticá-la [à ferramenta] para disfarçar os nossos erros parece-me patético”, defendeu Miguel Braga, no programa transmitido na Sporting TV, completando a opinião sobre o comunicado do rival lisboeta: “A crítica que está no comunicado é que o VAR devia ter intervido neste lance. Se fosse um vídeoárbitro do Benfica, diria que não era. Mas obviamente que é [penálti]…”

Além disso, o diretor de comunicação dos leões congratulou-se pela qualificação direta da equipa de Rúben Amorim para a fase de grupos da Liga dos Campeões, sublinhando a importância de garantir o acesso à prova milionária pela segunda temporada consecutiva, algo que só tinha sido conseguido neste século com Paulo Bento ao leme do Sporting. “A estrutura tem realçado a importância de estar nestes palcos pela parte financeira e desportiva. Qualquer jogador tem gosto em jogar contra estas equipas. E melhor seria para a evolução natural dos jogadores. A equipa tem demonstrado a força de não perder o rumo e, apesar de algum percalço pelo caminho, manteve vivo o objetivo do apuramento para a Champions. E consegui-lo antes do campeonato acabar é positivo”, considerou, avaliando o recente triunfo diante do Gil Vicente que carimbou o passaporte milionário. “Foi uma boa exibição para conseguir isso frente ao Gil Vicente, a equipa sensação do campeonato”, vincou.

Por: Filipe Balreira, de Record.pt

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Botão Voltar ao Topo