Porto

ÚLTIMA HORA: Mensagem de Pepe para FC Porto: Tenho de agradecer ao meu clube, saiba mais

 

Central foi titular frente ao Uruguai e garante estar a 100%

 

Pepe revelou-se “muito feliz” com vitória (2-0) alcançada frente ao Uruguai que colocou Portugal nos oitavos de final e lembrou as dificuldades que foi obrigado a ultrapassar.

“Tenho de agradecer ao meu clube pois tive uma lesão bastante chata mas trabalhei bastante para poder estar a 100% na Seleção Nacional e sinto-me muito feliz e quero agradecer aos meus companheiros que me ajudaram. Eu trabalho muito para dar o meu melhor e representar Portugal”, afirmou o central, à Sport TV, onde analisou o jogo de uma forma mais detalhada: “Estou muito feliz por estar no meu quarto Mundial. Fomos uma equipa muito madura. O Uruguai eliminou-nos no último Mundial e nós sentimos que foi muito injusto. Hoje entrámos com muita personalidade mantendo a bola. O Uruguai tentou sair em transição à saída, mas nós conseguimos travá-los e, na primeira parte, só tiveram um lance que o Diogo defendeu. Na segunda parte fomos muito superiores e soubemos sofrer. Depois em contra-ataque matámos o jogo”.

Para terminar, o jogador do FC Porto ainda deixou uma garantia. “Temos uma equipa muito unida com grandes profissionais e o caminho é este: ter humildade e representar o nosso povo”, concluiu.

Posteriormente, na zona mista, o defesa assumiu-se um “privilegiado”. “Amo o que faço. Para mim é um privilegiado poder acordar e fazer aquilo que eu amo. A sensação é sempre a mesma, quando entro em campo tentar desfrutar ao máximo. Eu trabalho para ajudar a minha seleção e clube. Por isso digo que sou um privilegiado por estar aqui hoje, a jogar futebol e ajudar o meu país.”

Em relação aos jovens que Portugal tem no grupo e as palavras de Fernando Santos, que o apelidou de “monstro”, o defesa sorriu. “O míster foi simpático. Acho que o mais importante é tentar ajudar. É uma oportunidade que temos, de dar o nosso melhor. Não vai ser fácil, temos uma longa caminhada pela frente, conseguimos um objetivo algo pequeno, passar esta fase, falta ainda um jogo contra a Coreia do Sul. Temos de entrar para ganhar, respeitando sempre o adversário, mas queremos impor o nosso jogo e desfrutar”.

 

Fonte e publicado por: record.pt

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Botão Voltar ao Topo